Caern Cura Ancestral

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Admin em Qui Out 15, 2015 8:57 pm

\Fronteiras ao Sul do Caern/
(Post para Nicolle Alarme-Etéreo)

Desde que Nicolle voltou para Vancouver, ficou atolada em meio a uma série de ações envolvendo humanos corruptos influenciados pelos lacaios da Wyrm. Buscando conexões se afastou quase totalmente da Seita da Cura Ancestral, porém, vez ou outra era procurada pelos espíritos aliados do Caern, que buscavam informações do que rolava na cidade. A Seita, não possuía uma matilha urbana, apenas três matilhas, destinadas exclusivamente a proteção Caern, então mantinha esse contato com a Andarilha que graças ao uso da Tecnologia da Grande Aranha,  tinha quase todo tipo de informação quando as buscava.

...

Porém, a noite anterior, um pequeno espírito da Luz, veio até o encontro da Theurge com uma mensagem do Caern da Seita da Cura Ancestral. A mensagem era clara, Jeremy Marcado-pela-Honra, exigia sua presença nos domínios do Caern para que pudessem conversar e que o assunto era de extrema urgência, que envolvia  não só o Caern, mas como toda a cidade em si.

...

Já era noite em Vancouver, quando um novo espírito foi de encontro com Alarme-Etéreo,  o espírito novamente exigia que a mesma fosse para os domínios do Caern ainda aquela noite, a Garou não entendia a urgência de tê-la no Caern, talvez fosse por seus conhecimentos dos ritos místicos, ou talvez fosse por que algo realmente pior estava por vir.

Então, após seguir para o Pacific Spirit Regional Park, entrou na floresta em direção a área restrita do parque e por fim  estava nas Fronteiras ao Sul do Caern. Já era noite, em seu relógio marcava por volta das 19:00, toda iluminação que tinha ali, era provida pela luz da lanterna de seu celular e da luz Luna que mostrava sua face em sua forma total (lua Cheita), os som de animais característicos da floresta, entre eles morcegos e outras criaturas de hábitos noturnos, o Vento passava de forma refrescante pelo corpo da Andarilha, mas também a mesma podia sentir o incômodo dos insetos,  a Garou experimentava ali mais uma noite de primavera de Vancouver.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/10/2015

Ver perfil do usuário http://furyinvancouver.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nicolle (lupus) - Narração

Mensagem por Nicolle em Qui Out 15, 2015 11:57 pm

"Sim sim... Agora eu vo uivar  Neutral . Dps nos falamos"  Digitou habilmente com os polegares no aparelho celular, que mais parecia um Tablet, desenhando nos lábios rosados um sorriso bobo de quem não se dá conta. Entretanto, após dedilhar o botão de send, nota que a mensagem não havia sido enviada: - Ah, é... Revirou os olhos algo descontente, para em seguida desligar o sinal wi-fi e ligar o da sua própria conta.

Era hora de guardar o celular, quando então passava a se sentir desnudada, ainda mais no breu da mata. Fitou os arredores curiosa e esfregou as mãos uma na outra, demonstrando nenhum traquejo Garou de quem se prepara para assumir outra forma: - Errrr... Acho que tem que ser agora... Concluiu consigo, finalizando a cena desajeitada.

Após passar-se mais tempo que o normal, enfim a Theurge alcançava a forma lupina, aparentando ser mais um coiote descarnado, que um lobo: - Pelo menos aquelas porra de mosquito não vão..." Pensava quando sentiu-se interrompida pelos sons da Mata, muito mais claros e numerosos que na forma humana. Os cheiros imperceptíveis agora lhe traziam outra dimensão do lugar enquanto a Andarilha tinha uma reação vacilante, se encolhendo e abaixando as orelhas.

Respirou fundo, concentrando-se num esforço semelhante ao que fazia para a realização de um ritual. Lembrava-se dos ensinamentos para controlar-se nas diferentes formas, vivenciados no Caern tribal. Após alguns poucos minutos, Alarme-Etéreo sentiu-se a vontade para anunciar sua chegada: - AAAAaaaaaUUuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu (Alarme-Etéreo, Theurge, Cliath dos Andarilhos do Asfalto se anunciando).

avatar
Nicolle

Mensagens : 6
Data de inscrição : 15/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por A Que Escolhe os Mortos em Sex Out 16, 2015 4:55 am

A garou tentava interpretar aquilo que seu anfitrião quis dizer quando disse que seu irmão de tribo tinha uma "personalidade complicada", esboçou uma expressão engraçada enquanto fazia isso, quase como a de um lobo sorrindo se é que isso era possível.

Mas no decorrer da conversar volta à postura séria e contemplativa, afinal pouco sabia sobre os costumes e tradições de outras tribos, mas pelo tom de voz e expressão do Uktena sem dúvida a "Serpente de Chifres" tinha haver com alguma personaficação da Wyrm.

- Aquela que Escolhe os Mortos pretende ficar algum tempo, gostar da idéia de matilha. Nunca fez parte de uma... pai ficará orgulhoso.

Então direciona seu olhar aos céus tendo a certeza que neste momento seu pai a observava junto de outros grandes membros de sua tribo, cuidaria para que um dia tivesse um lugar de honra ao seu lado no Valhalla e talvez ali naquele lugar iniciaria sua busca por tamanha glória.

Mas logo a conversa amistosa é perturbada por um pequeno grupo que se aproxima, ao mesmo tempo que o Uktena se prostrava na defensiva a grande loba se coloca ao seu lado na ofensiva, rosnando e em posição de ataque perante a presença de desconhecidos.



Sua presença era notável, uma grande loba cinza-claro de pelugem sedosa, fica entre o Uktena e os demais, seus dentes grandes e afiados ficam amostra, sem dúvida estavam diante de uma guerreira. No seu rosto havia um machucado que já apresentava sinais de cicatrização, nada que fosse uma marca permanente apenas um sinal de que antes de estar ali a jovem garou tinha passado por alguns momentos difíceis.

Aguardaria apenas um sinal daquele que a acolhera para partir para a cima daqueles quatro lobos.

Na sequência um pequeno dialogo se inicia, entretanto nada que a fizesse mudar sua posição. E somente quando o Theurge se afasta com os três garras vermelhas é que sua guarda é desfeita, relaxando novamente na frente de sua nova companhia.

Flecha Fantasma toma a forma humana para a surpresa da cria de fenris, pensa consigo: "depois do homem escuro agora uma pele vermelha pintada". Chegara a ver alguns de seu povo que também utilizavam pinturas no rosto e corpo, normalmente eram os feiticeiros da tribo. Mas Aquela que Escolhe os Mortos preferia ter o corpo pintado com o sangue de seus inimigos abatidos.

Depois dessa análise inicial decide se manifestar em resposta:

- Sou Aquela que Escolhe o Mortos, cliath da tribo dos Crias de Fenris, nascida sob a lua que cobre os céus desta noite.

Após uma pausa:

- Vamos!




avatar
A Que Escolhe os Mortos

Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/10/2015
Idade : 19
Localização : Vancouver

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Admin em Sex Out 16, 2015 3:51 pm

\Fronteiras ao Sul do Caern/
(Post para Nicolle Alarme-Etéreo)

Após um silêncio quase fúnebre, na qual apenas o barulho dos animais característicos da floresta e do balançar dos galhos com o vento podia ser ouvido pela Andarilha. Minutos de puro tédio, precediam a ansiedade de que fosse logo autorizada a entrar nos domínios do Caern, mas após de cerca de cinco minutos ali parada a espera, uma voz rouca vindo do alto de uma das árvores quebrava o silêncio daquele lugar.

-Ora ora!

Ao olhar para cima, a Garou podia ver um homem que surgia do nada, como algum tipo de fantasma, ele estava sentado em um dos grandes galhos da árvore com as costas recostadas no tronco da mesma enquanto brincava com uma adaga que logo a Theurge reconheceu como uma adaga Dentada, mantendo o olhar na Andarilha enquanto sorria de forma jocosa. Como era noite se não estivesse em sua forma Lupina seria difícil ver as características do mesmo, porém, graças a percepção lupina, junto com a iluminação de luna, podia-se ver quem era.



O Homem saltou de cima do galho da arvore caindo no chão, sem retirar o sorriso do rosto, suas roupas eram na maioria feitas de couro, como se o mesmo tivesse parado no tempo, despreocupado com a moda, além de sua pele ter várias cicatrizes e o que mais chama a atenção da Andarilha é a mão que segura a adaga, que não possui o dedo anelar. Ele caminhou em torno da Lupina enquanto sorria fixando os olhos nos olhos da Garou, como se a defrontasse por alguns segundos, enquanto dizia na lingua garou:

-Fêmeas! Esse lugar realmente começa a me agradar!

Por fim parou a frente da mesma enquanto dizia de maneira orgulhosa:

-Sou Yngvaar Escarnio-de-Loki, Sem Lua dos Fenrir e guardião das fronteiras sul!

O Garou então se agachou, se colocando cócoras, enquanto jogava a adaga a fazendo girar no ar e a pegando, repedindo o movimento várias vezes enquanto questionou:

-O que busca por aqui?

Yngvaar mantinha seus olhos fixados na da Garou e um sorriso irritante em seu rosto, que confundia a Garou, que talvez pensasse que aquele Guardião era louco.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/10/2015

Ver perfil do usuário http://furyinvancouver.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nicolle (lupus) - Narração

Mensagem por Nicolle em Sex Out 16, 2015 5:01 pm

- Anotação mental: nunca mais vir pro Caern pelo Sul Fez a piada mental assim que Escarnio-de-Loki se apresentou, à ponto de imaginar-se sorrindo muito embora sua face não mudasse a expressão, exceto talvez por um ato reflexo nos lábios grossos.

No esforço por ignorar aquele incômodo sorriso repugnante, passou a portar-se como um gato preguiçoso que assiste uma visita entrar na casa. Aproximou-se então da árvore, procurando não dar as costas para o Guardião e farejou-a: - Se o Animal Planet estiver certo, devo ser capaz de saber se ele estava nessa porra há muito tempo ou se chegou agora. Pensou durante o curto percurso: - Marcado-pela-Honra solicitou a minha presença. Respondeu seca ao pé da árvore, para em seguida mergulhar em novos pensamentos: - Solicitou? Sério que você usou essa palavra, Nick? Ele nem deve saber o que é isso...

- Será que ele não me disse o posto porque quer que eu o trate de igual para igual? Errr..... Acho que não. Se não, ele tiraria esse sorrisinho besta dessa cara mastigada pela vida, né? As conjecturas eram uma forma de lidar melhor com aquela experiência, ainda muito menos vivenciada pela Theurge do que deveria.
avatar
Nicolle

Mensagens : 6
Data de inscrição : 15/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Flecha Fantasma em Sex Out 16, 2015 5:23 pm

Após a Garou dos crias se apresentar, Flecha olha para a mesma fazendo outra rápida avaliação tanto física quanto tribal.

_Entendo... Sou Wendigo e sem lua!

Era bom ter mais um cria para morrer em combate, se dependesse de si, matava a todos, em especial aquele que era guardião do setor norte. Era uma bicha que não respeitava ninguém.

Por sorte ele nunca se meteu a besta com Flecha, ele era tão lerdo que flecha eventualmente caçava por lá e quase nunca era vista por ele. Enfim, eram guerreiros sem alma, vazios.

_Vou fazer esta primeira caça com você, para mostrar onde fica este setor, separado para lupinos e caçadores como eu e você. Qualquer outro lugar a caça é proibida!

_É uma área quase virgem para humanos, vez ou outra um engraçadinho tenta ir para lá, mas é bem raro. Então, você pode caçar tranquila lá e com o aval da seita.

_Claro que não vamos promover uma matança. Como disse antes é para caça por necessidade de vida. Subsistência como diz os humanos.

Aponta em seguida a direção da área de caça, era para o norte como dizia.

_Por aqui! -Diz apontando com o dedo indicador e dedo médio-

avatar
Flecha Fantasma

Mensagens : 18
Data de inscrição : 04/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por A Que Escolhe os Mortos em Sab Out 17, 2015 7:28 pm

A loba se anima em sair para caçar , por mais que o negro tenha tido a boa vontade de lhe oferecer aquele caldo revigorante , ali estava uma carnívora nata que ainda estava faminta.

Segue Flecha ouvindo as instruções , achava desnecessário limitar os locais de caça mas decide não se manisfestar sobre isso agora.

Apesar de seu tamanho fora do comum , se movimentava com graça e desenvoltura.

Segue pelo caminho indicado.
avatar
A Que Escolhe os Mortos

Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/10/2015
Idade : 19
Localização : Vancouver

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Admin em Sab Out 17, 2015 9:02 pm

\Fronteiras ao Sul do Caern/

(Post para Nicolle Alarme-Etéreo)

O Guardião observou os movimentos da Andarilha, a seguindo com a cabeça e mantendo o mesmo sorriso que ficava estampado em seu rosto quase o tempo todo sem um motivo aparente. A Andarilha farejou a arvore, mas nada alem do cheiro de madeira e terra molhada.

Ao ouvir que a Theurge foi requisitada por Marcado-Pela-Honra, o Fenrir se levantou, se colocando ereto e apenas disse enquanto deu leve sorriso:

-Então agora eu entendi!

-Estou curioso em saber qual motivo da aparição de tantas fêmeas por aqui hoje!


O Guardião deu uma leve corrida como se iniciasse um cooper, então deu um leve salto, se transformando instantaneamente em sua forma Lupina, um lobo de pelagens densas e encardidas, que mostrava algumas cicatrizes ao longo de todo seu corpo. Então parou olhando para a Andarilha e disse enquanto meneava a cabeça apontando com o focinho a direção:

-Vamos!

O Fenrir disparou em corrida para o interior do Caern, parando apenas quando via que tomaria muita distancia da Garou, para que a mesma pudesse acompanha-lo.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/10/2015

Ver perfil do usuário http://furyinvancouver.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Admin em Sab Out 17, 2015 9:25 pm

(Post para Bárbara Hoopper e Flecha-Fantasma)

A Wendigo e a Fenrir após um bom tempo de caminhada, seguiram para o setor norte das Fronteiras do Caern, ali se podia caçar livremente, mas apenas para a sobrevivencia. O lugar era uma mata um pouco mais fechada, vez ou outra, tinham de passar entre vários galhos e arbustos, que dificultavam o acesso de qualquer um que não tivesse na sua forma lupina.

..

Devido estar a noite, pouco enxergavam já que ali nem mesmo a luz de Luna era o suficiente para proporcionar alguma iluminação, afinal, era uma parte do Caern que detinha uma mata bem mais fechada. O som de água vindo a alguns metros a frente,denunciava a presença de um pequeno córrego, que cruzava toda a parte norte do Caern, além disso, sons característicos de animais noturnos como, morcegos e o piá da coruja, eram ouvidos.


OFF:

Testem Percepção + instinto primitivo dif 6 (Se estiverem em Lupino) ou Percepção+Sobrevivencia dif 8 ( se estiverem em hominideo ou glabro)

todas as ações relacionadas a visão nessa parte da floresta, devido a escuridão tem sua dif aumentadas em dois pontos.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/10/2015

Ver perfil do usuário http://furyinvancouver.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Flecha Fantasma em Sab Out 17, 2015 10:09 pm

Durante o caminho a Garou vai rezando alguma coisa em sua língua natal. Sabia que caçar de noite não era uma tarefa muito fácil, mas era isso ou esperar até o outro dia quando a caça ficava mais vasta.

Porém, estava com fome agora e iria comer agora!

A vida para impuros, mesmo em um caern mais liberal quanto o que vive, era difícil. Não tinha quem desse comida se não caçasse e isso Flecha aprendeu bem rápido. Era a lei da natureza.

Sua visão hábil de caçadora, mesmo no escuro parece ter captado algo(Uma coruja com certeza). Estava um pouco longe, mas não tinha distância para sua flecha.

_Xiiiuuu...-Dizia baixinho, tocando levemente no dorso da Garou Fenrir que estava seu lado, como se pedisse para não dar mais um passo sequer-

A algum tempo parecia que a Cria de Fenris caminhava sozinha, mas ao tocar a mesma, a Garou percebe que a Wendigo estava lá. (Efeito do don camuflagem)
Tenciona seu arco e atira logo após isso.

Caçar:
2015-10-17 13:41:05 Flecha rolls 7 dice to percepção (Diff8 10, 8 ,6,4,5, 6,7,5 [2 successes]

Flechada:
2015-10-17 13:57:01 Flecha rolls 9 dice to Arquerismo 1,2,9,9,4, 8,3,6,2 [3 successes]
avatar
Flecha Fantasma

Mensagens : 18
Data de inscrição : 04/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nicolle (lupus) - Narração

Mensagem por Nicolle em Dom Out 18, 2015 7:18 am

Incomodava-a se sentir nua, mesmo coberta por pelos e naquela forma bestial nada sexy, mesmo assim, optava por posicionar a calda por entre as pernas traseiras, quase como uma fralda. Imaginava-se sendo cheirada por algum lupino, idealizando o momento de encontrar um exemplar nascido entre os lobos e como seria a interação.

Nessa postura e imaginando esse tipo de coisa é que Nick segue o Guardião, mantendo o ritmo como pode.
avatar
Nicolle

Mensagens : 6
Data de inscrição : 15/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por A Que Escolhe os Mortos em Ter Out 20, 2015 4:23 am

Mesmo na escuridão total a fenrir segue tranquila mata adentro, estranhava ver que a sua guia relutava em assumir a forma de lobo para realizar uma caçada descente. Não entendia a preferência de alguns garous por aquela forma, tão chamativa e automaticamente desprotegida... realmente não via aquela caçada com bons olhos.

Além do som de um riacho próximo delas também era possível ouvir o barulho de aves e outros pequenos animais, não se animava com a ideia de se alimentar de uma ave ou qualquer outro pequeno animal. Seu faro e instinto deveriam levá-la para algo maior, quem sabe um porco do mato ou algo do tipo.

Sem se atentar ao pedido de silêncio da outra busca sua presa em meio os arbustos.

A que Escolhe Mortos rolls 5 dice to Percepção 7,6,1,9,2 [2 successes]

A que Escolhe Mortos rolls 8 dice to Caçar (Diff 5) 1,8,3,2,10, 10,1,6 [2 successes]

avatar
A Que Escolhe os Mortos

Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/10/2015
Idade : 19
Localização : Vancouver

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Admin em Qua Out 21, 2015 3:12 pm

(Post para Bárbara Hoopper e Flecha-Fantasma)

Graça a experiência de Flecha-Fantasma e dos instintos da Loba dos Fenris, ambas conseguem rastrear um cervo de tamanho médio, que saltava entre os arbustos. Não apesar de não terem hábitos noturnos, aquele cervo caminhava entre a mata, talvez por ser o início da noite o mesmo buscava voltar pro que seria sua toca.

...

Com uma flechada certeira, a Wendigo derruba o animal, que cai agonizando com a flecha cravada próximo a seu pescoço, ele se debate em meio a dor que sentia, enquanto dirigia um olhar de quem pedia por sua vida, sem entender o que tinha acontecido com ele. A Fenrir então de maneira fria e também visando acabar com o sofrimento do animal, em um salto mordeu sua garganta com tamanha força que a Wendigo pode ouvir o pescoço do mesmo quebrar, vindo o animal falecer.


Agora as duas tinham ali uma boa refeição para pelo menos três Garous famintos.


Última edição por Admin em Qua Out 21, 2015 4:10 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/10/2015

Ver perfil do usuário http://furyinvancouver.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Admin em Qua Out 21, 2015 3:28 pm

\Fronteiras ao Sul do Caern/
(Post para Nicolle Alarme-Etéreo)

Alarme-Etéreo caminhou por vários minutos junto daquele Guardião, o mesmo matinha o pique na qual a mesma poderia lhe acompanhar. Por várias vezes a Theurge tinha a impressão de ter passado pelo mesmo lugar mais de uma vez, talvez seja pelo fato dela não ter muito o costume de andar entre a mata.

....

\Área de Convivência do Caern/


Após longos minutos de caminhada, parecia ter chego na área de convivência do Caern, ali a Garou podia sentir a forte energia espiritual que fluía de todo lugar, por mais acostumada com centros urbanos que fosse Nicolle, a Seita da Cura Ancestral lhe trazia a sensação de Paz e conforto, mesmo sendo um Caern abençoado por um Totem da Guerra. O lugar tinha cabanas de tamanho médio feitas de madeira, próximo de algumas delas pequenos canteiros com flores e ervas eram cultivadas, parentes humanos caminhavam por aquela 'clareira', acendendo pequenas tochas para iluminar um pouco o lugar, fazendo que a iluminação quase a remetesse a um conto de fadas. Ali detinha de tamanha força espiritual, que Nicolle quando olhava para as tochas, quase podia ver através do fogo, os pequenos elementais do fogo, que dançavam sobre a madeira proporcionando diversos fagulhos de fogo.

....

Ao chegar no Caern, o Guardião Sem Lua dos Fenrir, assumia quase automaticamente sua forma hominídea, demonstrando grande controle sobre suas formas, então caminhando em direção a maior Cabana do Local disse:

-Vamos, Marcado-pela-Honra e os outros costumam estar naquela Cabana..

Então seguiu, respirando fundo sentindo toda a energia e o ar puro daquele local.

...

Ao longe a cabana se destacava de todas as outras, mostrando certo senso de arquitetura e empenho de quem as construiu.



Última edição por Admin em Qui Out 22, 2015 2:07 am, editado 3 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/10/2015

Ver perfil do usuário http://furyinvancouver.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Flecha Fantasma em Qua Out 21, 2015 5:17 pm

Flecha preparava a faca para dar cabo da vida do animal que serviria como alimento, mas não antes de fazer uma breve oração de agradecimento.

Enquanto ainda pensava no que fazia, a Cria de Fenris foi mais rápida, ceifando a vida do cervo antes mesmo que perdesse piscar os olhos.

A nativa corre após visualizar vagamente a cena, colocando o ouvido próximo ao nariz do animal. Estava escuro e não tinha noção da gravidade da mordida da fenrir, mesmo tendo imaginado que foi brutal.

Acaricia o cervo na cabeça.

_Obrigado por nos servir como alimento, libero seu espírito para que possa voltar em um novo corpo e servir a um novo propósito.

Sem muita delongas crina e rasga com o auxílio das garras e presas parte da cocha do animal, arrancando um bom pedaço que estava em sua boca.

_Vamos comer! -Dizia a Cria de Fenris-

Preferia a carne assada, mas estava Cansada e com pressa para ser deitar, seria mais primitiva desta vez.
avatar
Flecha Fantasma

Mensagens : 18
Data de inscrição : 04/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nicolle (hominídeo) - Narração

Mensagem por Nicolle em Qui Out 22, 2015 5:34 am

Mesmo na forma de loba, aquele caminho parecia muito mais árduo de ser percorrido para a Nicolle, do que poderia imaginar. Àquela altura, já ponderava quantas vezes precisaria da ajuda de alguém até que finalmente aprendesse como chegar ao coração do Caern. Provavelmente, eram poucos os Garou recém chegados a um Caern que traziam o mesmo tipo de questões íntimas que aquela hominídea, embora ela não pudesse entender como poderia ser diferente.

Como uma criança que a todo instante pergunta aos pais se estão perto do destino, Nick sempre interrompia os próprios pensamentos ao perceber uma mudança na paisagem, indagando-se se talvez teriam enfim chegado. Mas é só quando se esquece da ansiedade e do insistente questionamento que se vê desacelerando do ritmo imposto pelo guia.

Enquanto recuperava o fôlego, Nicolle passou a observar cuidadosamente aquelas terras banhadas em energia santa, repousando os olhos delicadamente nas tochas e em todos os espíritos com quem cruzasse: - Olá, amiguinhos... Sussurrou sem pretensão, correndo atrás do Guardião que por um segundo, havia deixado se afastar.

Preservou-se no corpo de loba até a porta daquela casa, buscando enriquecer as experiências daquela primeira visita com todas percepções sensoriais que pudesse: - Já estava quase me acostumando. Ponderava à medida que assumia a forma de uma linda jovem (18 anos), magra, loira, de olhos azuis, trajando uma camisa folgada escrita "RIP freedom" por cima de um top preto mais justo, uma bermuda social e uma bota de salto. No nariz, tinha um piercing e muitas tatuagens de animais e plantas psicodélicas no braço esquerdo, além de um anel tatuado no polegar da mão direita.



Repetindo a ação de outrora, na situação de nervosismo que se encontrava quando estava prestes a mudar de forma, Nicolle esfregou as mãos fitando a construção: - É agora... Concluiu mentalmente.
avatar
Nicolle

Mensagens : 6
Data de inscrição : 15/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por A Que Escolhe os Mortos em Qui Out 22, 2015 8:17 pm

A loba como qualquer animal feroz e faminto devora aquele alimento sem qualquer pudor, pára de mastigar por alguns segundos observando a outra que fazia uma espécie de oração e então volta a mastigar sem nada proferir.

Ao final se afasta para que a outra termine o pouco que restou, apesar de não ter sido introduzida aos hábitos garous como outros de sua idade estava grata pelo alimento e por aquela noita não precisaria de mais nada.

Volta a farejar a procura de outro animal.

- Vamos levar para os outros! Alimento gostoso e precioso ...

Seu instinto animal a faz crer que no caern outros precisem de um alimento como aquele.
avatar
A Que Escolhe os Mortos

Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/10/2015
Idade : 19
Localização : Vancouver

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Flecha Fantasma em Qui Out 22, 2015 8:54 pm

Flecha come uma quantidade considerável, estava em crinos e basicamente seu estômago era bem grande.

Estava faminta e come quase tanto quanto a Cria e com ferocidade e selvageria semelhante. Não teve resto, se teve, ambas comeram o mesmo "resto ".

_Não acho boa idéia caçar para os outros, principalmente se não recebemos tal ordem. Cada um que vá de encontro a seu próprio animal!

_Porém podemos levar o que sobrou para o líder de rituais.

Saca uma faca que estava presa a sua coxa e começa a cortar as sobras, o que ainda era uma boa quantidade.

Joga na sua bolsa, e ao findar diz:

_Esta feito. Vamos embora!


Última edição por Flecha Fantasma em Qui Out 22, 2015 9:01 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Flecha Fantasma

Mensagens : 18
Data de inscrição : 04/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Admin em Qui Out 22, 2015 8:55 pm

\Cabana dos Anciões/
(Post para Alice)

Alice já havia passado por várias coisas em sua vida, para uma garota de apenas 15 anos, pensava que tudo que precisaria se preocupar seria com quem ela iria ao baile do colégio, porém, ela descobriu que não era uma garota comum.

Por vários dias andou a esmo, tentando se encontrar, tudo que a mesma tinha era o que carregava em sua mochila e o sentimento que a guiava em uma direção. Por sorte ou destino, a direção que a mesma seguiu foi para a Seita da Cura Ancestral.

Alice já havia chego a alguns dias, alguns parentes deram todo o auxílio que era necessário para que a Garou se sentisse em casa e de fato todo aquele lugar a confortava, ali ela sentia que estava junto dos seus e pelo que parecia devido a sua linhagem era muito bem tratada.

...

Foi quando nesta noite, após ter se alimentado de uma boa tigela de caldo, com legumes e carnes feitos para alimentar os membros ali aquela noite, Alice foi visitada na cabana que estava. O Mestre de Rituais, um homem negro, de olhar cansado e um sorriso simpático, pediu para que lhe acompanhasse, pois o Líder do Caern, Marcado-pela-Honra gostaria de vê-la.

(Mestre de Rituais)


...

Assim, seguiram para a cabana maior do lugar, a jovem dos Presa de Prata, podia sentir a sensação de frio na barriga enquanto caminhava para conhecer Marcado-pela-Honra, já que não havia tido contato e nem visto o mesmo ainda. Durante o percurso a sensação de insegurança de não ser bem vista pelos olhos daquele Garou, fazia as pernas da jovem tremerem, afinal, era outro de sua Tribo, além de ser um Ancião, Líder de um Caern e conhecido por histórias em toda Nação Garou. Aquilo tudo fazia cabeça da garou quase entra em choque entre vários pensamentos.

...

O Mestre de Rituais apontou em direção a cabana, onde Alice podia ver a silhueta de duas pessoas, um homem e uma mulher, concluindo:

-Agora é com você minha querida...

-Que a grande mãe guie suas palavras..


Então colocou a mão dentro de seus bolsos se retirando lentamente deixando ali a jovem Alice, apenas com seus pensamentos e o barulho do fogo que queimava em uma pequena tocha presa a um poste feito de madeira e ferro.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/10/2015

Ver perfil do usuário http://furyinvancouver.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por A Que Escolhe os Mortos em Qui Out 22, 2015 8:57 pm

A que escolher os Mortos concorda com Flecha então pára de farejar e segue de volta ao Caern, assumindo a frente agora pois considerava que já sabia o caminho. Laughing bounce
avatar
A Que Escolhe os Mortos

Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/10/2015
Idade : 19
Localização : Vancouver

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Flecha Fantasma em Qui Out 22, 2015 9:35 pm

Flecha tinha os passos naturalmente leves, mesmo estando em sua forma de batalha, porém a Garou dos crias de Fenris nota apenas seus próprios passos e isso causa uma certa estranheza.

Quando olha para trás para conferir se flecha fantasma acompanhava seus passos, se vê completamente sozinha.

Flecha se apresentou como uma ragabash, talvez esteja pregando alguma peça na Garou, ou simplesmente se cansou de toda fanfarronices da cria de Fenris.


Furtividade:

2015-10-22 13:24:28 Flecha rolls 9 dice to xxx 7,2,8,9,2, 2,8,9,9 [6 successes]

Embaçamento da própria forma:

2015-10-22 13:22:30 Flecha fantasma rolls 7 dice to 6 9,4,5,7,5, 7,7 [4 successes]
avatar
Flecha Fantasma

Mensagens : 18
Data de inscrição : 04/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por A Que Escolhe os Mortos em Qui Out 22, 2015 10:47 pm

Bárbara já havia notado que aquela Ragabash era cheia de truques, olha de relance para trás e a mesma havia desaparecido novamente. Pára e fareja o chão como quem tenta entender o que aconteceu, mas como estavam dentro dos domínios do caern não acredita que algo ruim possa ter acontecido ... talvez a mesma tenha ido atender outro chamado.

A fenrir pouco liga para regras de etiqueta ou para qualquer tipo de postura da Wendigo, decide continuar seguindo o caminho de volta para o caern sem se preocupar com o paradeiro daquela estranha garou.
avatar
A Que Escolhe os Mortos

Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/10/2015
Idade : 19
Localização : Vancouver

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Flecha Fantasma em Qui Out 22, 2015 10:55 pm

Flecha parece ter despistado a estranha cria de Fenris.

Pouco se importa com ela, visto que ela mostrou ter o conhecimento do caminho de volta. Foi cortês e complacente para com ela, pelo menos a essa altura ela não estava com fome.

Também esta ação foi interessante para testar os sentidos sensoriais da lupina, que mesmo nesta forma, a mais propicia a este tipo de detecção, falhou.

Faz um trajeto paralelo e pega um atalho para chegar no coração da seita.
avatar
Flecha Fantasma

Mensagens : 18
Data de inscrição : 04/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Alice em Sex Out 23, 2015 6:37 am

Por alguns instantes, ela se pega pensando em como sua vida poderia ter tomado um rumo diferente – e seu semblante se torna espelho dos seus pensamentos. De modo taciturno, ela devora a comida que estava a disposição naquela noite. Não era um banquete mas para quem transitou durante muito tempo entre desabrigados, aquilo era praticamente um manjar. Como um ex-presidiário, ela se debruça sobre o prato e, com movimentos ágeis e rítmicos, ela acaba a sopa e logo retira um segundo prato – estava faminta e não sabia quanto tempo poderia durar isto, apesar de tudo.

Quando o “Nigga” vem lhe buscar, ela presente algo ruim. Não era comum chamar atenção e o grande lobo-mau queria vê-la é por que coisa boa não era.

Apenas acena, displicentemente para o ar de modo que ele aguardasse e, termina o segundo prato em menos de 5 minutos, limpando com as próprias mangas a sujeira dos lábios.

Limpando as palmas na calça, agradeço.

- Obrigado, Tia May! - era como ela tratava a matriarca ali.
- Estava deliciosa! Prometo não chegar muito tarde mas... se fizer, juro que não acordo ninguém! - e sai, em disparada atrás do Mestre-de-Rituais.



Durante todo o trajeto, ela o acompanha em silêncio, apenas prestando atenção no percurso ou talvez desligada demais, deixando-se levar pelas sensações. E, automaticamente, ela retira uma goma de mascar, socando no bolso surrado o envólucro amassado em demasia.



Quando por fim alcançam o lugar, ela detém o avanço. Olhando para o lugar e as pessoas que ali estavam. Ela escuta “Nigga” indicar para seguir, mas ainda não sentia certa segurança. Assim, ela aguarda ouvir os sons dos passos contra o pedregulho do caminho.



Uma bola de goma, de tamanho considerável, estoura. Sendo recolhida, para novamente ser mascada.

“Quem sabe, garota... Quem sabe... Pode ser que isto tudo tenha sentido, enfim? Não? O que diabos custa tentar! Raios!”

E segue, sorrindo cinicamente do próprio conflito interno. E, ao se aproximar, brada:

- Hey! - chamando a atenção do “cazalzinho” na porta da reunião.

Quando se aproxima mais, faz um movimento de face em direção a porta.

- Então é aqui a festa? - diz com um sorriso sem graça no rosto, ciente de que a piada havia sido péssima. Jamais fora boa nestas coisas.

-Vamos entrar, então? - diz despretensiosamente, enquanto limpava as mãos nas barras das calças, dois numeros maiores e seguras por um cinto masculino.
avatar
Alice

Mensagens : 1
Data de inscrição : 11/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nicolle - Alice

Mensagem por Nicolle em Sab Out 24, 2015 6:12 pm

Ainda esperava que aquele Guardião entrasse primeiro pela porta quando, escutou alguém que parecia dirigir-lhe a palavra. Nicolle virou a face graciosamente enquanto observava com certa estranheza a figura de uma jovem de aparência desleixada, mas belos traços. A Andarilha segurou o queixo algo sorridente, imaginando se talvez teria chegado a hora de conhecer uma lupina: - Mas... ela fala tão bem o idioma humano. Contra-argumentou consigo, um tanto decepcionada.

Deu início a um movimento que tinha a pretensão de cumprimentar aquela jovem com um aperto de mão, detendo-se com a mesma rapidez assim que notou que ela parecia limpar as mãos na calça. Como quem tenta aproveitar o movimento da mão que já havia percorrido certa altura, a Theurge continua erguendo o braço após um segundo de hesitação, afagando os próprios cabelos e substituindo o aperto de mão por um simpático sorriso: - Adoraria que você estivesse certa... Disse enquanto se divertia sobre a ideia de uma festa, em seguida, fitou o Guardião novamente afim de respeitar sua hierarquia para acessar o território do Ancião.
avatar
Nicolle

Mensagens : 6
Data de inscrição : 15/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caern Cura Ancestral

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum